Início » Manutenção » Como trocar o óleo do seu carro em casa, rápido e fácil

Como trocar o óleo do seu carro em casa, rápido e fácil

blank

Trocar o óleo do seu carro em casa é mais fácil do que você imagina. Tudo que você precisa fazer é soltar um “parafuso” para que o óleo velho possa sair por baixo e então colocar óleo novo por cima.

Esse “parafuso” na verdade se chama bujão do cárter, ou simplesmente bujão. Para poder soltar, você vai precisar de uma ferramenta, que caso não tenha, pode comprar em qualquer ferragem.

Chaves utilizadas para abrir o bujão

Os carros de origem francesa (Renault, Peugeot e Citroën) costumam utilizar uma chave quadrada de 8mm, essa é uma chave muito específica e que raríssimas pessoas vão ter em casa, mas de contra partida é fácil de encontrar em qualquer auto peças.

blank

Os carros da Chevrolet costumam usar uma chave torx T45, enquanto os carros da Volkswagen costumam utilizar a torx T50 ou allen 8mm. Já a Fiat utiliza na maioria das vezes a allen 12mm.

Frequentemente são chaves que as pessoas tem em casa, não sendo necessário a aquisição dessa ferramenta. O ideal é conferir qual a chave correta para o seu carro, já que o bujão é uma peça móvel e que sofre desgaste, ele pode ter sido trocado por um completamente diferente do original.

Trocar filtro de óleo

Já que você vai trocar o óleo, também é recomendável trocar juntamente o filtro de óleo. Para isso basta desenroscar o filtro antigo e então rosquear o filtro novo no mesmo lugar.

Porém, as vezes, a dificuldade fica por conta do alto aperto que o filtro antigo pode apresentar. Em alguns carros você consegue tirar apenas com a força das mãos, em outros casos só com ferramenta específica. Para um mecânico raramente isso será um problema, mas para um iniciante pode ser uma dificuldade gigantesca.

Mas não quero desencorajar você, por isso, caso essa seja sua primeira troca de óleo, pular a parte de trocar o filtro de óleo pode ser uma alternativa.

Lembrando que é muito importante realizar essa substituição, e não recomendo fazer duas trocas de óleo seguidas sem substituir o filtro, porém caso a finalidade seja aprender o básico primeiro para depois ir aprimorando a técnica, acho válido pular essa etapa no início.

Em alguns casos onde o filtro está muito apertado, eu utilizo uma chave jacaré para conseguir soltá-lo. Em outros casos eu utilizo um saca filtro do tipo aranha. Pra mim, com apenas essas duas ferramentas eu consigo soltar 99% dos filtros de óleo.

Para saber qual o filtro de óleo correto para substituir no seu carro, você pode aprender nessa postagem da AutoXP.

1. Soltar o bujão do cárter

Como já mencionado, o processo consiste em soltar o bujão do cárter para que o óleo possa sair por baixo. Após isso, você aperta novamente o bujão, realiza a troca do filtro e então coloca óleo novo na parte de cima do motor.

Provavelmente você vai precisar erguer um pouco o seu carro para conseguir realizar o serviço. Para isso pode utilizar o macaco que veio junto com o seu veículo. Mas atenção: calce seu carro com um cavalete ou algum objeto antes de entrar em baixo dele, isso é muito importante para sua segurança. Não confie 100% no macaco.

Na parte de baixo do seu motor, você vai precisar encontrar um “parafuso” (ou bujão para os mais familiarizados) igual ou parecido com o da imagem abaixo.

Você vai precisar soltá-lo. Girando no sentido anti-horário faça força para conseguir. Nesse momento você vai estar precisando de um recepiente para armazenar o óleo velho que vai cair. Pode ser um balde ou uma garrafa de 5 litros de água cortada transversalmente, como achar melhor com os materiais que tem disponível.

blank

No caso da foto acima se trata de um motor da Renault, onde o filtro de óleo fica muito perto do bujão do cárter, mas nem sempre é assim, em alguns casos você terá que procurar um pouco para achar ele.

Alguns carros de origem japonesa, como Honda, Toyota e Subaru você vai encontrar uma seta indicando onde é o bujão do cárter, nela vai estar escrito “Engine Oil”, ou “óleo do motor” na tradução.

Protetor de cárter

Protetor de cárter também chamado de peito de aço em alguns lugares do Brasil, é uma proteção que fica logo abaixo do motor. Como o nome sugere, tem a função de proteger.

blank

Alguns carros possuem essa proteção, e outros não. Você precisa verificar se o seu carro possui esse componente.

Caso seu carro tenha, em alguns casos será necessário remover ele para conseguir tirar o óleo. Depende muito do veículo, os mais novos normalmente não será necessário, já que eles deixam um vão para remover o óleo por um buraco, porém nem todas as montadoras pensam no mecânico na hora de desenvolver seus motores.

Mas caso o seu carro possua protetor de cárter e seja necessário remover ele, a boa noticia é que na maioria dos casos é fácil, basta tirar os parafusos que prendem ele no carro. Apenas é um trabalho a mais.

2. Deixe o óleo escorrer

Agora que você já retirou o bujão do cárter do seu veículo, chegou a hora de deixar escorrer o óleo velho. No início vai sair bastante óleo, depois apenas um filete e em seguida apenas alguns pingos. Aguardar uns 20 minutos é o suficiente.

blank

Depois é só colocar novamente o bujão no lugar e apertar bem. Para um serviço de melhor qualidade, pode substituir a arruela do bujão também, mas agora no início não precisa se apegar muito a esses detalhes.

3. Colocar óleo novo

Agora chegou a parte mais fácil, colocar o óleo novo. Você vai precisar procurar uma tampa onde provavelmente terá um símbolo de óleo. Basta abrir ela girando no sentido anti-horário com as próprias mãos.

Coloque óleo nesse local. Recomendo colocar um pouco menos de 3 litros e a partir de então ir conferindo na vareta de nível de óleo se já chegou no nível correto. A partir de então vá colocando aos poucos, até chegar onde a vareta indica ser o nível máximo do motor.

Coloque a tampa novamente e agora é só andar com seu carro.

Retirei algumas imagens desse artigo nesse vídeo do Youtube. Caso queira aprender no formato de vídeo recomendo assistir.

blank

Sou mecânico com muitos anos de experiência. Tenho preferências por carros japoneses e atualmente tenho um Subaru Impreza 2011. Quem sabe um dia consiga ter um Mitsubishi Eclipse ou então dirigir um Honda NSX. Nunca se esqueça: o melhor carro do mundo é o que a gente tem. | Instagram