Início » Manutenção » Aprenda a identificar 10 barulhos estranhos no seu carro

Aprenda a identificar 10 barulhos estranhos no seu carro

blank

Grande parte dos problemas no carro podem ser diagnosticados no começo se você prestar atenção nos barulhos. Não ignore os sons que seu carro emite.

Quando você menos espera, o seu carro emite algum barulho estranho. Você tem duas opções: se preocupar e levá-lo diretamente para uma revisão, ou então deixar quieto e esperar que ele mostre algum sintoma maior.

Esse segundo pensamento é muito comum entre os motoristas – como sabemos que problemas em nosso carro nos gera muita dor de cabeça, tentamos nos esquivar de enfrentá-los. Mas os carros funcionam como nosso corpo quando estamos doentes: eles apresentam pequenos sintomas para algo que pode ser muito maior.

Por que ficar atento a todo tipo de barulho no carro?

Quem tem veículo próprio há um bom tempo já conhece as particularidades do modelo. Isso inclui a chance de apresentar ruídos em determinadas circunstâncias — como andar na estrada de chão, passar por um quebra-molas e até fazer uma curva mais fechada.

Sons de todos os tipos podem ou não ser problemáticos. Reconhecer as diferenças é fundamental para tomar a decisão certa, seja para amenizar um simples incômodo, seja para evitar perigos.

Lembre-se: Manutenção preventiva é muito mais barata que a manutenção corretiva.

blank

Em muitos casos, o barulho no carro indica o início de um defeito que precisa ser reparado. Lidar com cada situação no tempo certo, tendo a orientação de profissionais capacitados, pode garantir a segurança das pessoas que utilizam o carro.

Mesmo os veículos novos ou que passam por revisões frequentes podem apresentar avarias por conta de um imprevisto.

Nesse sentido, é crucial que condutores saibam analisar diferentes sons para associá-los a condições específicas. Isso permitirá fazer as correções necessárias no momento adequado, o que vai promover tranquilidade e economia financeira no curto e longo prazo.

1. Problema no ar-condicionado

O ruído inconveniente quase sempre estará associado ao mau funcionamento do compressor. Ocorre quando o sistema é acionado e aponta duas situações prováveis: excesso de gás ou falta de lubrificação da peça que aquece e resfria o ar interno. Mas com a devida ajuda técnica, esse problema pode ser fácil e barato de ser corrigido.

2. Amortecedores danificados

Se o barulho se assemelhar com um “toc, toc” então o problema pode estar nos amortecedores. Quando eles precisam de ajustes, o veículo fica com trepidações e instabilidade. Quando você passa por lombadas ou buracos, esse barulho pode se intensificar. No entanto, ele também pode aparecer quando você mover o volante para os lados, nesse caso também pode identificar problema nos rolamentos.

3. Som de grilo

O barulho semelhante ao emitido pelo inseto costuma surgir em várias partes do veículo, sem que os ocupantes consigam identificar a origem. Se você estiver em uma viagem de carro e perceber isso, pode considerar peças mal encaixadas na lataria e até danos no revestimento da cabine, porém como se trata de peças de acabamento, não necessita urgência para resolução.

4. Problemas na correia dentada

Outro problema pode estar na correia dentada do carro. Neste caso, o automóvel faz um barulho bem alto e contínuo que vem do motor, que se assemelha a correntes sendo arrastadas no chão. Pode estar acontecendo uma tensão na correia, um ressecamento dela ou então um afrouxamento.

Nesse caso, leve urgentemente o carro para um mecânico analisá-lo, pois caso a correia dentada se rompa, o prejuízo pode ser muito alto, sendo necessário substituir e retificar diversas peças do motor.

5. Barulhos nos pneus

Ouviu um barulho agudo vindo do pneu? Então fique em alerta: o seu carro pode estar precisando de alinhamento. Isso compromete não somente os pneus em si, na forma física, como também a estabilidade do veículo.

Fique de olho, pois problema nos pneus e rodas podem ocasionar um acidente sério, por perda de controle do carro.

6. Sons agudos nos freios

E por falar em sons agudos, há também problemas relacionados aos freios. Se você ouve um chiado, ou então um barulho agudo no momento em que você freia o carro, então é muito provável que você precisa trocar as pastilhas do freio.

Não tarde em trocar as pastilhas de freio, pois caso você demore muito, ela irá começar a danificar também o disco de freio, tornando inevitável a sua substituição, e nesse caso o conserto custando muito mais caro.

7. Interior barulhento

Não costuma indicar danos sérios, embora todo cuidado seja bem-vindo. Em geral, os ruídos internos e constantes apontam para problemas na fechadura do porta-malas, nos batentes de borracha e até folgas nos trilhos dos bancos.

Sons na parte interna também acompanham aqueles acabamentos desencaixados em áreas como painel e autofalantes. Nesses casos, o ruído é parecido com pancadas sobre plástico e tende a surgir quando você percorre vias irregulares.

Na maioria das vezes não requer urgência para sanar o problema.

8. Radiador com falta de água

Agora se você escuta um barulho similar ao de vazamento, talvez o seu radiador esteja precisando de água. Dê uma olhada no nível de água e fique atento ao termômetro no painel, caso o seu carro possua um.

Se o nível de água está diminuindo mais rápido do que o normal, então corra para um mecânico, porque apesar do vazamento em si não ser um problema sério, ele irá ocasionar falta de água no radiador, levando ao superaquecimento do motor, e podendo lhe danificar severamente.

9. Tic-tac

Costuma estar associado a problemas com o óleo. O ruído é contínuo e, na maioria das vezes, fica perceptível quando o veículo não está em movimento. É importante checar o nível de óleo assim que identificar o som de “tic-tac” para não correr o risco de fundir o motor.

10. Caixa de direção hidráulica com problema

A caixa de direção hidráulica do seu veículo também pode apresentar sintomas através de barulhos. Isso acontece quando ela está com o nível de óleo mais abaixo do que necessário (o óleo deve ser trocado, em média, a cada 10 mil quilômetros rodados).

O aviso vem do volante, que pode se mexer de maneira estranha, com rigidez, e ainda apresentar um ruído semelhante ao assovio. Leve ao mecânico com urgência para não danificar ainda mais.

blank

27 anos, trabalho na área da saúde. Adoro escrever, por isso colaboro tanto como escritora da AutoXP como da CasoCriminal.com.br, dá uma conferida lá também ;)