Se existe algo que embaralha a cabeça de muitos, é a questão de torque e potência. A tal ponto que se criou o ditado, ou o mito, de que “torque é para arrancada e potência é para velocidade”. Pois bem, não é nada disso.

Força de Torque

O conceito torque pode ser definido como à força produzida por corpos em rotação, como também a força que faz objetos virar. Como exemplo, no momento em que você usa uma chave de roda para apertar as porcas das rodas de um automóvel, você aplica uma determinada força para girá-la e, assim, apertar os componentes, criando um torque sobre eles.

Todavia, se esta porca não dispor de resistência ao movimento torcional, o resultado será torque zero. Já se a resistência for elevada, o torque também será maior.

Por isso você pode ter reparado que uma oficina mecânica utiliza chaves de dimensões avantajadas para apertar as porcas das rodas de um caminhão: quanto maior for o braço da chave, menor a força aplicada para atingir o torque necessário para apertar o parafuso.

Potência

Potência é uma grandeza física usada para calcular a quantidade de energia concedida ou consumida por unidade de tempo. Em outras palavras, é a taxa de variação da energia em função do tempo. A potência é útil para medir a rapidez com a qual uma forma de energia é transformada por meio da realização de um trabalho. 

Dizemos que um carro é mais potente que outro quando ele é capaz de desempenhar a mesma tarefa em um tempo menor, ou ainda, realizar uma quantidade maior de tarefas no mesmo intervalo de tempo. 

Relação Torque e Potência 

Torque é trabalho, esforço. O trabalho de subir um aclive é o mesmo se feito por um carro de 50 cv ou outro de 500 cv. Ambos vão subir a ladeira, vão realizar o mesmo trabalho. Só que o mais potente fará o percurso em um tempo incomparavelmente menor, por ter mais potência. 

A mesma coisa ocorre com a aceleração. Esses mesmos carros citados vão ser submetidos a um teste de aceleração a partir da imobilidade, como 0 a 100 km/h: ambos vão atingir essa velocidade, mas o mais potente levará bem menos tempo.

Parece simples, com mais potência sobe-se o aclive e chega-se a 100 km/h em menos tempo, mas não é só isso. Os motores da maioria de nossos carros atualmente funcionam aspirando o ar atmosférico, ao qual se junta o combustível para formar uma mistura chamada ar-combustível que, uma vez inflamada, expande-se ao queimar, gerando as altas pressões internas que fazem o motor funcionar.

O que isso quer dizer na prática?

Dados os termos técnicos, vamos exercitar. Num veículo relativamente vazio, somente com o motorista a bordo e o tanque de combustível cheio, são necessários 100 cavalos de potência para manter uma velocidade de 60 km/h numa subida.

Por outro lado, este mesmo veículo com cinco pessoas a bordo, porta-malas lotado e igualmente com tanque de combustível cheio, irá carecer de uma dose extra de potência para manter os mesmos 60 km/h também em uma subida.

E é aí que a transmissão aparece. Ainda citando um exemplo fictício, o propulsor deste veículo entrega os 100 cavalos de potência a 3.500 rpm com o câmbio em 4ª marcha, o suficiente para que ele consiga subir apenas com o motorista e o tanque cheio.

Entretanto, com cinco pessoas a bordo, porta-malas cheio e tanque com gasolina “até o talo”, o motorista precisará reduzir para uma 3ª ou 2ª marcha para que a rotação do motor suba, o nível de potência também aumente e o automóvel consiga subir sem muitas complicações.

Considerações finais

A potência de um veículo vai refletir em velocidades mais altas atingidas, mas com um torque baixo esse limite levará mais tempo para chegar se o carro em questão é mais pesado. Motos têm baixo torque e grande potência específica resultado em aceleração rápida (por conta do baixo peso) e velocidades muito altas nos modelos mais potentes.

Caminhões e ônibus com motores a diesel têm muito torque para compensar o peso, o que se traduz em arrancadas fortes, mas cujo efeito acaba logo em seguida. Outro tipo de motor de torque elevado é o elétrico onde o torque é pleno – não há curva de crescimento.

Resumindo e trazendo para algo mais palpável: Torque é o esforço exercido e a Potência é a grandeza que vai determinar se a força de torque será exercida em mais ou menos tempo. Cabe relembrar que a força exercida pelo veículo vai ser sempre a mesma, e a variação vai se dar somente pelo tempo de execução da tarefa.

Categoria:

Últimos artigos

Confira os últimos artigos postados pela AutoXP

Você já ouviu falar no termo “Car Care“? Traduzido literalmente ele significa […]
Descobrir o óleo certo para seu carro é algo relativamente fácil. Basta […]
blank
Muitos motoristas almejam aumentar a potência do motor do seu carro, e […]
blank
Grande parte dos problemas no carro podem ser diagnosticados no começo se […]
blank
Você já deve ter tentado pesquisar sobre quais eram as melhores marcas […]
blank
Sem dúvidas, a cena mais icônica do Punta taco é o Ayrton […]
blank
O shampoo é um item fundamental quando pensamos na clássica lavagem com água. Sua […]
blank
Através dos desmanches legalizados é possível adquirir peças mais baratas e originais […]